Ajudando seu velame abrir melhor

Muitos fatores influenciam na abertura do velame. O design e a forma como é dobrado são dois fatores importantes, mas a posição corporal no momento do comando também desempenha um papel primordial na hora de abrir o velame.

Como alunos, aprendemos a comandar em uma posi√ß√£o b√°sica e est√°vel, e muitos de n√≥s n√£o damos muita import√Ęncia a essa habilidade. Infelizmente, √†s vezes desenvolvemos alguns h√°bitos ruins que t√™m um efeito negativo sobre nossas aberturas.

Mesmo depois de muitos saltos, as pessoas são surpreendidas ao descobrir que alguns pequenos ajustes em sua posição corporal durante o comando pode melhorar significativamente suas aberturas.

Este artigo é sobre como comandar o paraquedas, o seu principal objetivo em todo salto.

Pode ser uma boa ideia praticar essas t√©cnicas no ch√£o antes de test√°-las no ar. Voc√™ pode at√© fazer um salto solo e experimentar algumas posi√ß√Ķes de comando usando essas t√©cnicas antes que seja realmente a hora de comandar.

Se você não é um instrutor de paraquedismo, deve discutir este artigo com seu instrutor antes de tentar qualquer técnica que você vai aprender aqui. Seu instrutor (ou sua instrutora) pode querer que você se concentre em habilidades mais importantes, como consciência de altura e estabilidade, ao invés de se concentrar em algo novo.

NÃO PRECISA DE VELOCIDADE

A velocidade em que você está caindo quando comanda o pilotinho e espera o velame abrir pode ter um grande efeito nas forças geradas durante a abertura. Conforme sua velocidade no ar aumenta, essas forças também aumentam.

Muitos velames são projetados para velocidades de abertura relativamente baixas e alguns não serão muito afetados por um pouco de velocidade extra no momento do comando. Alguns paraquedistas até descobrem que seu velame pode abrir melhor quando eles estão caindo um pouco mais rápido. Apesar disso, isso não é algo que você deve considerar.

Altas velocidades pode n√£o significar que o velame vai abrir com mais for√ßa, contanto que, todo o resto esteja bem ajustado, pequenas vari√°veis ‚Äč‚Äčtendem a terem maiores efeitos do que a alta velocidade. Se voc√™ estiver com pressa ao dobrar seu velame pode acabar fazendo uma dobragem um pouco desleixada, ou se o seu velame est√° come√ßando sair do alinhamento na abertura, a velocidade extra na hora do comando poderia fazer a diferen√ßa entre uma abertura que √© ligeiramente mais forte e uma abertura que realmente vai causar dores.

Para o velame abrir melhor diminua a velocidade antes de comandar o paraquedas
Foto 1

Diminuir a velocidade antes de comandar pode fornecer uma maior “margem de erro” e reduzir os efeitos que outras vari√°veis ‚Äč‚Äčtem em suas aberturas.

Desacelerar pode ser especialmente √ļtil se suas aberturas s√£o frequentemente ou apenas ocasionalmente mais r√°pidas do que voc√™ gostaria que fossem.

A popularidade do freefly fez com que a desacelera√ß√£o antes de comandar seja ainda mais importante. Sempre que voc√™ voar de head-down ou sit-fly, √© importante reservar um tempo adequado para se recompor e desacelerar antes de comandar. Ambos, iniciantes e freeflyers experientes devem ter isso em mente quando est√£o planejando seus saltos.

Mesmo se voc√™ estiver apenas fazendo o tracking ao final de um salto de barriga (belly fly), √© importante parar o tracking e desacelerar antes de comandar.

Para sair do tracking, abra seus bra√ßos e pernas, e diminua a box position ligeiramente por um ou dois segundos antes do seu wave-off, sinalizando que vai comandar (ver Foto 1). Isso vai ajudar a diminuir qualquer excesso de velocidade. Mantenha seus bra√ßos e pernas abertas e mantenha o corpo levemente “n√£o-selado” enquanto voc√™ sinaliza, lembrando-se de olhar ao redor para os outros paraquedistas. Ao terminar o seu wave-off e come√ßar a comandar, relaxe em uma posi√ß√£o selada normalmente. Se feito corretamente, esse processo n√£o vai demorar e vai se tornar uma parte natural do seu ato de sinalizar (wave-off).

PARA ONDE VOC√ä EST√Ā OLHANDO?

Reserve um momento para perceber para onde voc√™ est√° olhando enquanto leva a m√£o ao pilotinho. Se voc√™ saltar com uma c√Ęmera, veja algumas de suas aberturas enquanto assiste o v√≠deo. O que voc√™ v√™ no v√≠deo enquanto voc√™ comanda? Voc√™ est√° olhando para o horizonte ou para o ch√£o abaixo de voc√™?

Olhar para baixo tende a colocar a sua cabe√ßa em uma altitude ligeiramente mais baixa. Isso pode aumentar ligeiramente sua velocidade. Isto tamb√©m pode amplificar a for√ßa da abertura que seu corpo sente, uma vez que esta for√ßa ser√° transmitida principalmente aos seus ombros quando o velame chegar ao final das linhas. Al√©m disso, as suas pernas podem balan√ßar, ficando uma dist√Ęncia maior entre elas enquanto o velame te coloca sentado no tirante de perna, fazendo a abertura parecer mais forte.

Enquanto voc√™ est√° levando sua m√£o ao pilotinho, tente levantar sua cabe√ßa olhando para o horizonte em vez de olhar para baixo (ver Foto 2). Isso deixa sua cabe√ßa mais erguida. As for√ßas da abertura v√£o ser transmitidas para baixo atrav√©s do harness em vez de ficarem concentradas em seus ombros. Olhar para o horizonte tamb√©m ajuda a manter seus ombros nivelados enquanto voc√™ comanda e espera seu velame abrir.

Vista lateral do paraquedista comandando de forma a ajudar o velame abrir melhor
Foto 2

Mesmo que alguns anos tenham se passado desde a transição para o sistema hand-deploy, popularmente chamado de pilotinho, muitos paraquedistas experientes ainda têm o hábito de lançar o pilotinho e olhar para checar o lançamento logo após o comando.

Infelizmente, √© quase imposs√≠vel olhar por cima do ombro e mant√™-los nivelados ao mesmo tempo. Olhar por cima do ombro tamb√©m inclina o container para o lado (ver Foto 3). Com seus ombros e container inclinados, al√©m de toda a sequ√™ncia de abertura do velame, podem causar aberturas com giros, line twists e pode at√© causar uma abertura forte.

Vista de cima do paraquedista comandando de forma a ajudar o velame abrir melhor
Foto 3

Apesar dos velames grandes e dóceis dos alunos, as aberturas podem não ser agradáveis se seus ombros e o container estiverem desalinhados, já os velames esportivos, ficarão muito mais agradáveis se você manter seus ombros nivelados durante a abertura.

A maioria de n√≥s temos nossos pilotinhos localizados na parte inferior do container, ent√£o tentar olhar para ele √© realmente desnecess√°rio. Uma vez que o pilotinho √© lan√ßado no ar pr√≥ximo ao seu corpo, hesita√ß√Ķes raramente ocorrem e verificar por cima do ombro toda vez n√£o √© necess√°rio. √Č muito melhor olhar para o horizonte enquanto voc√™ leva a m√£o ao comando e continue olhando para o horizonte quando voc√™ o lan√ßar no ar.

Depois de lan√ßar o pilotinho, traga seus bra√ßos de volta para a posi√ß√£o neutra de queda livre e pense em manter seus ombros nivelados com o container em suas costas (ver Foto 4). Voc√™ tamb√©m pode for√ßar seu quadril ligeiramente para baixo e dobrar os joelhos apenas um pouco, como se voc√™ estivesse fazendo um movimento de backslide muito devagar. Isto mant√©m sua cabe√ßa e seu tronco elevados.

Paraquedistas após comandar o paraquedas
Foto 4

No passado, alguns paraquedistas tinham a recomenda√ß√£o de “sentar-se” durante o comando. Isso realmente pode funcionar, desde que seja feito corretamente, mas se voc√™ se sentar muito r√°pido ou muito lento, h√° um risco de aumentar sua velocidade na queda livre ou at√© mesmo capotar no ar. Existe uma outra alternativa, basta levantar o queixo, olhando para o horizonte, selando um pouco mais, e relaxar ligeiramente as pernas, isto tem um efeito semelhante ao sentar-se, e √© menos prov√°vel que voc√™ erre ao fazer este movimento.

Algumas pessoas que saltavam com c√Ęmeras montadas nas laterais do capacete (hoje s√£o mais comuns as c√Ęmeras ficarem na parte de cima ou na frente do capacete), acreditavam que era necess√°rio olhar para baixo na hora do comando, para evitar o tirante de bater na c√Ęmera. Isso poderia ser um problema se voc√™ tivesse com os ombros fechados, em vez de abertos, ou se o tirante de peito estivesse muito apertado, deixando menos espa√ßo para os tirantes do velame. Tamb√©m pode ser um problema se sua c√Ęmera fica para fora do seu capacete, o que acontece atualmente, j√° que antigamente os capacetes possu√≠am um alojamento para as c√Ęmeras por serem grandes. √Č melhor minimizar esse problema, utilizando c√Ęmeras pequenas e simplificando, deixando mais espa√ßo livre de obst√°culos. Se voc√™ est√° convencido que √© necess√°rio manter o queixo abaixado, pelo menos tente manter uma boa box position e relaxe a parte inferior das pernas para manter os ombros mais altos do que seus quadris e concentre-se em manter seus bra√ßos e ombros nivelados com o vento relativo.

DE VOLTA PARA  A BOX POSITION

Assim que o velame abrir e te deixar de p√© no harness, tente colocar seus p√©s e joelhos juntos durante o resto da abertura (ver Foto 5). Colocando suas pernas juntas ajudam a manter o seu peso nivelado no harness e reduz as chances de uma abertura desalinhada. Isso √© especialmente eficaz se voc√™ est√° saltando com um velame el√≠ptico. Somente o peso de suas pernas balan√ßando ou uma pequena mudan√ßa de peso no harness pode fazer com que alguns desses velames comecem a girar.

Manter as pernas juntas após o comando ajuda o velame abrir melhor
Foto 5

Se voc√™ costuma segurar os tirantes traseiros enquanto o velame est√° abrindo, √© melhor segurar a parte inferior desses tirantes, logo acima do sistema tr√™s argolas. Segurar os tirantes traseiros perto dos batoques, voc√™ pode fazer o velame girar puxando involuntariamente um tirante mais do que o outro ou liberando um dos freios. Segurando na parte de baixo dos tirantes, al√©m de evitar esses problemas, ainda consegue levantar as m√£os rapidamente para pilotar com os tirantes traseiros ou liberar os freios, se necess√°rio.

Alguns paraquedistas tentam manter suas aberturas alinhadas utilizando os tirantes traseiros enquanto o slider ainda est√° alto. Isso funciona com alguns velames, mas com outros velames isso n√£o funciona muito bem. Voc√™ pode obter melhores resultados se apenas relaxar, fique quieto, concentre-se em manter seu peso uniforme, e espere at√© que o slider comece a descer antes de fazer quaisquer corre√ß√Ķes com os tirantes traseiros.

OLHE PARA ONDE EST√Ā INDO

Durante o curso de paraquedismo, somos ensinados a checar nossos velames para garantir que eles abriram corretamente. Embora isto seja importante, também pode criar um péssimo hábito. Muitos paraquedistas olham para seus velames assim que começam a abrir e continua olhando o velame por toda a sequência de abertura. Algumas pessoas continuam olhando por vários segundos enquanto fecham o slider e soltam os freios.

Se outra pessoa comandar perto de você, você só pode ter um segundo ou dois para reagir a fim de evitar uma colisão. Encarando em seu velame por cinco ou dez segundos após a abertura é como dirigir pela estrada enquanto olha para o teto do seu carro. Felizmente, algumas técnicas podem ajudá-lo a evitar este problema.

Você vai ouvir e sentir coisas diferentes durante cada estágio da abertura. Um segundo ou menos depois de lançar o pilotinho, você deve sentir a força da abertura puxá-lo para cima do harness. Esta é a força do tecido do velame atingindo o vento relativo quando sai da bolsa.

O velame então irá chacoalhar. O chacoalhar é a primeira parte da abertura onde o slider fica na parte superior do velame, reduzindo sua velocidade antes que o velame comece a inflar. Ainda haverá muito barulho de vento durante as chacoalhadas, e você ainda terá a sensação de queda. Isto pode durar um ou dois segundos, ou mesmo vários segundos. O velame irá inflar conforme o slider desce pelas linhas e as células se enchem de ar. A situação fica mais calma quando o velame infla. Mesmo sob um velame que infla muito lentamente e suavemente, você ainda sentirá a transição de queda livre para planeio. Você também pode ouvir o movimento do slider deslizando acima de sua cabeça, uma vez que ele desce.

Chacoalhar é a primeira parte da abertura

Depois de se tornar mais consciente dessas sensa√ß√Ķes, voc√™ descobre que seus outros sentidos podem lhe dizer muito sobre sua abertura, se n√£o mais, do que seus olhos. Logo voc√™ vai se sentir confort√°vel olhando para a sua frente durante a abertura inteira, ao inv√©s de observar o pr√≥prio velame. Isto permite que voc√™ observe outros paraquedistas e muitas pessoas descobrem que isso tamb√©m reduz as aberturas ruins.

Mas, voc√™ pode perguntar, “se eu n√£o olhar meu velame abrir, como saberei se estou com alguma pane?” Siga o conselho de algu√©m que j√° sofreu algumas panes: voc√™ provavelmente saber√° imediatamente se estiver tendo uma pane. Nessas ocasi√Ķes h√° uma tend√™ncia de sentir muita diferen√ßa em rela√ß√£o com uma abertura normal e voc√™ provavelmente saber√° que algo est√° errado antes de olhar para cima.

Se voc√™ come√ßar a contar os segundos  (um mil, dois mil, tr√™s mil…) depois de lan√ßar o pilotinho e chegar a “dois mil‚ÄĚ” ou “tr√™s mil” sem sentir a for√ßa de abertura, obviamente h√° um problema. Isso seria um momento aceit√°vel para olhar para tr√°s sob o ombro e verificar se h√° algum problema, por exemplo um pilot chute in tow. Depois de saber quantos segundos a chacoalhada geralmente dura em seu velame, voc√™ tamb√©m saber√° se aquela parte da abertura est√° demorando mais do que o normal. Voc√™ geralmente pode sentir um line twist imediatamente e se voc√™ come√ßar a girar descontroladamente, certamente vai querer dar uma olhada em seu velame e ver o que est√° acontecendo.

Paraquedas com pane de line over

E se a abertura parecer perfeitamente normal? A n√£o ser que voc√™ precise evitar outro paraquedista em rota de colis√£o, voc√™ ainda deve olhe para cima e verificar o seu velame logo depois dele inflar. Voc√™ pode n√£o notar um rasgo, linha arrebentada ou problema semelhante at√© voc√™ olhar para cima. Mesmo nessas situa√ß√Ķes, se a abertura parecia normal, ent√£o o velame provavelmente est√° voando bem o suficiente para ter uma baixa raz√£o de descida. Supondo que voc√™ comandou em uma altitude adequada, voc√™ deve ter tempo suficiente para fazer os checks (visual e funcional) e executar o procedimento de emerg√™ncia se necess√°rio.

Foto mostrando a sequencia de abertura do paraquedas.

Se você tem o costume de ficar olhando seu velame abrir todas as vezes, você pode não se sentir pronto para parar de fazer isso durante o seu próximo salto, mas você deve começar a desenvolver hábitos melhores o mais rápido possível. Comece a contar quando você lança seu pilotinho no ar e observe quanto tempo leva cada estágio da sequência de abertura. Preste atenção no que você estar a ouvir e a sentir durante a abertura. Logo você não vai precisar ficar olhando todo o processo de abertura e será capaz de dar mais atenção ao seu corpo e ao seu redor.

Melhorando a posi√ß√£o do seu corpo e aumentando sua consci√™ncia quando voc√™ comanda seu velame pode produzir √≥timos resultados. Voc√™ pode n√£o se lembrar de tudo deste este artigo durante o seu pr√≥ximo salto, mas pelo menos pense em tentar estas sugest√Ķes uma de cada vez, no seu pr√≥prio ritmo. Voc√™ pode se surpreender pela diferen√ßa que algumas pequenas mudan√ßas podem fazer na hora de comandar e ajudar seu velame abrir melhor.

E lembre-se, converse com seu instrutor ou instrutora antes de testar qualquer técnica nova que tenha lido e aprendido na internet. Blue skies!


REFERÊNCIAS:

Gostou do artigo? Compartilhe!

Deixe o seu coment√°rio!

Se inscrever
Notificação de
guest
0 Coment√°rios
Inline Feedbacks
Ver todos os coment√°rios

SOBRE O AUTOR

Diego Rodrigues

Fundador e administrador da SkyPoint Paraquedismo

REDES SOCIAIS

CATEGORIAS

ARTIGOS RECENTES

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.