Gloss√°rio do Paraquedismo

Como muitos esportes radicais, o paraquedismo tem seu próprio glossário, com um vocabulário e gírias que podem ser confusos para os iniciantes.

√Č por isso que compilamos este gloss√°rio de termos de paraquedismo para ajud√°-lo a se sentir em casa quando estiver √°rea de saltos.

Caso lembre de algum outro termo usado no paraquedismo, deixe nos coment√°rios para que possamos aumentar a lista do nosso gloss√°rio! 

A

  • ABPQD – Associa√ß√£o Brasileira de Paraquedistas
  • ABRA – Academia Brasileira de Paraquedismo
  • AFF – Sigla em ingl√™s para Accelerated FreeFall, que se refere ao curso de paraquedismo.
  • AI – Sigla para “Aluno em Instru√ß√£o”, paraquedista que ainda est√° em processo de aprendizado
  • √ĀREA DE CREEPING – √Ārea para simula√ß√£o de saltos com carrinhos.
  • √ĀREA OU DZ – √Ārea de paraquedismo ou DZ (dropzone, em ingl√™s), ambos se referem ao local onde se realiza a pr√°tica do esporte.

B

  • BASE – Se refere a modalidade BASE Jumping.
  • BIRUTA – Equipamento que indica a dire√ß√£o do vento.
  • BLUE SKIES – √Č uma forma de comprimento no esporte.
  • BOOGIE – Eventos onde paraquedistas se re√ļnem para realiza√ß√£o de saltos.
  • BRIEFING – Se refere ao planejamento do salto que √© executado ainda no ch√£o.

C

  • CAPOTAR – Perder estabilidade durante o salto.
  • CARDENETA – Esp√©cie de caderno onde se registra todos os saltos realizados.
  • CARGA ALAR (WING LOAD) – √Č a rela√ß√£o de quanto peso √© carregado pelo tamanho do paraquedas, saiba mais e calcule sua carga alar clicando aqui
  • CAT “A”, “B”, “C” e “D” – Se refere a categoria do paraquedista.
  • CB – Um c√ļmulo-nimbo, √© um tipo de nuvem caracterizada por um grande desenvolvimento vertical.
  • CBPQ – Confedera√ß√£o Brasileira de Paraquedismo
  • CERVEJA – O significado √© √≥bvio, mas no paraquedismo toda vez que o paraquedista realiza algo pela primeira, esteja comemorando algo ou comete algum erro, ele paga uma rodada de cerveja para celebrar o feito, ou seja, quase tudo no paraquedismo se resume a cerveja.
  • CG – Centro de gravidade.
  • CHECK – Procedimento de checagem do equipamento.

D

  • DEBRIEFING – Revis√£o completa ap√≥s a realiza√ß√£o do salto.
  • DOBRADOR – Profissional respons√°vel por dobrar os paraquedas.
  • DRENA – Abrevia√ß√£o para adrenalina.
  • DRENADO – Quando o paraquedista esta com a adrenalina alta.

F

  • FORMA√á√ÉO – Grupo de paraquedistas que se reunem em queda livre.

G

  • GOD – Paraquedista com muita experi√™ncia ou que se acha experiente.
  • GRIP – Contato f√≠sico durante o salto e se refere as sali√™ncias presentes nos macac√Ķes.

H

  • HOVER – Durante a queda livre, cair em uma coluna imaginaria, sem se deslocar para os lados.

J

  • JUMP – Palavra em ingl√™s que significa, salto.
  • JUMP MASTER – Instrutor

L

  • LENHA – No paraquedismo, pode-se entender como aqueles saltos onde se pretende realizar uma tarefa arriscada ou diferente que foge das compet√™ncias m√≠nimas dos praticantes ou ent√£o quando um salto n√£o sai como o planejado.
  • LO – Load Organizer, paraquedista experiente respons√°vel por organizar o salto.
  • LOAD – Se refere a decolagem.

M

  • MANICACA – No paraquedismo se refere a paraquedistas com pouca experiencia.
  • MANIFESTO – Lista de paraquedistas que est√£o na decolagem.
  • MOCKUP – Um modelo da porta do avi√£o utilizado para treinamento.

N

  • NO CONTACT / GRIPE – Em queda livre, ficar pr√≥ximo do outro paraquedista sem realizar contato f√≠sico.

P

  • POUSAR FORA – Quando o paraquedista pousa em outros locais fora da √°rea de pouso.
  • PQD – Abrevia√ß√£o para paraquedista ou paraquedismo.
  • PS – Ponto de sa√≠da, local onde a aeronave faz o lan√ßamento dos paraquedistas.

R

  • RIGGER – Profissional que realiza a inspe√ß√£o e manuten√ß√£o dos equipamentos.
  • ROLAMENTO T√©cnica para se realizar durante um pouso de emerg√™ncia.
  • RTA – Respons√°vel T√©cnico da √Ārea

S

  • SELA OU BOX POSITION – Posi√ß√£o b√°sica de queda livre.
  • SETA – Algumas √°reas possuem uma seta que indica a dire√ß√£o de pouso.
  • SINALIZAR OU WAVE OFF – Cruzar os bra√ßos sobre a cabe√ßa para informar que ir√° comandar o paraquedas.
  • SUNSET – P√īr do sol.

T

W

  • WEATHER HOLDS – Suspens√£o das atividades de salto devido a condi√ß√Ķes meteorol√≥gicas.

Gostou do artigo? Compartilhe!

Deixe o seu coment√°rio!

Se inscrever
Notificação de
guest
8 Coment√°rios
Mais antigos
Mais recentes Mais curtidos
Inline Feedbacks
Ver todos os coment√°rios

[…] do desafio uma neblina se formou e foi preciso parar os saltos por cerca de uma hora, ap√≥s o weather hold elas voltaram a […]

[…] condi√ß√Ķes. √Č especialmente importante ter um velame F-111 usado completamente verificado por um rigger e, em seguida, saltar algumas vezes antes de […]

[…] se mudar, participar de um boogie, uma viagem improvisada ou at√© mesmo apenas para conhecer novas DZ, seja no seu pr√≥prio pais ou em qualquer lugar do […]

[…] se torna uma quest√£o ainda mais importante para os praticantes de swoop que se preparam para um pouso em alta velocidade. Se o comprimento da reta de trav√©s estiver […]

[…] do velame principal padr√£o: voc√™ lan√ßa o punho do velame principal para extrair seu pilotinho da BOC, seu pilotinho infla e, em seguida, puxa o pino de fechamento e extrai a bolsa com o principal de […]

[…] importante entender como o clima quente afeta as caracter√≠sticas de voo do velame. Existem muitas DZ em todo o mundo que atingem temperaturas extremamente altas, bem acima de 37 […]

[…] argola maior est√° firmemente presa ao harness do equipamento. A argola do meio est√° firmemente presa ao final do tirante do velame principal. A […]

[…] essas √°reas. Se voc√™ precisar de um pouco de ajuda, converse com um instrutor experiente ou com o RTA da […]

SOBRE O AUTOR

Diego Rodrigues

Fundador e administrador da SkyPoint Paraquedismo

REDES SOCIAIS

CATEGORIAS

ARTIGOS RECENTES

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.